Google+ Followers

domingo, setembro 13, 2009

Ação da polícia põe fim a sequestro em Umuarama

Uma ação conjunta entre a Polícia Civil e a Polícia Militar de Umuarama pôs fim a um seqüestro de uma família de seis pessoas. De acordo com a polícia, o seqüestro aconteceu por volta das 20 horas de quinta-feira (10), quando os suspeitos deram voz de assalto a uma família de seis pessoas que estava em um sítio na área rural da cidade de Tapira, distante cerca de 50 km de Umuarama.
"No local, eles roubaram uma caminhonete Hilux, e para evitar que a polícia fosse avisada, os suspeitos levaram toda a família como refém, inclusive uma senhora de 82 anos e uma criança de um ano e meio", disse o delegado de Umuarama, Valdir Balan.
Em seguida, os assaltantes teriam seguido para Douradina e depois para Umuarama, onde a quadrilha teria se dividido. "Nesse momento, três integrantes do grupo ficaram cuidando dos reféns no meio de um cavanial e outros três foram ao Paraguai para vender a caminhoneta roubada", explica Balan.

Thiago Figueiredo de Freitas, 19 anos, Enéas Venâncio da Costa, 19, e um adolescente foram surpreendidos por policiais civis e militares na rodovia PR 323, enquanto viajavam rumo ao Paraguai para vender o carro roubado.
Os três indicaram o local do cativeiro onde o restante do grupo vigiava as vítimas. Porém, chegando ao local indicado, a polícia constatou que o restante da quadrilha havia fugido e abandonado as vítimas.
Em depoimento, Freitas, Costa e o adolescente apreendido afirmaram não ter participado do roubo. "Os suspeitos disseram que sua tarefa era apenas levar a camionete até o Paraguai, onde a venderiam por pouco mais de R$ 10 mil. Para esse serviço, eles ganhariam R$ 2 mil, que seriam divididos entre eles", explica o delegado.
Segundo a polícia, os três detidos fazem parte de uma quadrilha especializada em roubos de carros e de camionetes com ação em toda a região Noroeste do Paraná.
O adolescente já foi detido outras vezes em ato infracional e Freitas é conhecido da polícia por envolvimento em outros roubos. Eles responderão por roubo agravado, seqüestro e formação de quadrilha. A caminhonete foi devolvida ao proprietário e a polícia continua a investigação para identificar os demais integrantes do grupo.

AEN

Um comentário: